Em matéria para a revista Veja, Taissa Costa, sócia da Clave, falou sobre a importância da avaliação comportamental no processo de recrutamento de jovens talentos:

“Os candidatos têm que provar que são comunicadores habilidosos, que têm agilidade mental e resistência. Também verifica-se como lidam com frustração e pressão, além das competências que precisam ser desenvolvidas”.

Para ficar mais perto de alcançar a vaga desejada, entenda melhor as habilidades enumeradas pela especialista:

-Boa comunicação

No mundo atual, com o amplo uso da Internet e de aparatos tecnológicos, a comunicação pode ocorrer de forma muito mais rápida e com um conteúdo amplo de informações. No entanto, essas características não são sinônimos de qualidade.

Na hora de participar de um processo de seleção, vale lembrar que a forma de se comunicar transcende o mundo virtual. É importante evitar o uso de gírias durante uma entrevista, por exemplo. Além disso a forma de se expressar deve sempre demonstrar clareza e segurança.

– Agilidade mental

Os processos cognitivos que realizamos quando nos deparamos com determinada situação, a forma como a avaliamos, tiramos conclusões e reagimos perante ela, caracterizam nossa agilidade mental. Para aprimorar essa habilidade, um bom caminho é exercitar o cérebro com atividades que fortaleçam a criatividade, memória e decisões rápidas, por exemplo.

– Resistência

O candidato precisa estar disposto a encarar desafios para conquistar a vaga desejada. Contudo, a questão não é vencer uma “prova de resistência”, mas cumprir com as tarefas solicitadas, participar de todas as etapas do processo de seleção, respeitar os prazos, entre outras posturas que demonstrem o seu constante interesse pela vaga.

– Lidar com pressão e frustração

Dependendo da vaga a qual está se candidatando, essas habilidades podem ser de extrema importância. Há muitas áreas do mercado de trabalho que lidam constantemente com pressão seja nas atividades usuais, ou mesmo para bater metas. Em se falando de metas, é válido lembrar que obstáculos aparecem no percurso, podendo gerar frustrações.

Desse modo, é importante para o recrutador avaliar se o candidato está pronto para esse tipo de experiência. Uma dica válida é tentar manter a calma mediante a pressão e articular uma volta por cima frente os erros e frustrações.

Agora que você já conhece essas competências, descubra as vagas (inserir o link de vagas de estágio da Clave) disponibilizadas pela Clave e boa sorte!