A era das múltiplas possibilidades

A era das múltiplas possibilidades

Jovens Talentos (por Taissa Costa)
Na época dos nossos pais a opção era por uma carreira estável e longa em uma mesma empresa, de preferência pública. Esta realidade, junto com o desejo da independência e ousadia por criar, deu lugar ao empreendedorismo, com múltiplas opções de negócios. Fábricas de Brownie, franquias, e-commerce e por aí vai. A possibilidade de gerenciar o próprio negócio e de poder dar o rumo para um sonho encantou o jovem por algum tempo. Não é que este sonho tenha acabado, mas com o avanço da internet e tecnologia, cada vez mais mercados antes não explorados e nem mesmo existente passam a concorrer com as carreiras tradicionais em grandes empresas. O que são os Youtubers? Como conseguem fazer tanto sucesso em tão pouco tempo? Quem nunca quis ter a vida de uma blogueira fitness? O jovem cria, muda, se reinventa e as empresas precisam estar atentas a esta mudança de motivações e interesses de carreira. Novas carreiras estão surgindo a todo momento, formas de ser feliz e ganhar dinheiro começam a ser possíveis de existirem juntas.
E eu com isso? Pois bem, recrutador, os talentos estão mais dispersos. Atraí-los e retê-los torna-se uma missão digna do 007. O que gerava interesse ontem, hoje já não tem mais tanta importância e as empresas precisam estar preparadas para este novo mercado de trabalho. A solução? Buscar um James Bond para liderar seu processo seletivo? Não, pode ser algo mais simples. Assertividade na fonte de captação, processo seletivo interativo, ferramentas capazes de mapear o melhor de cada um, o talento. Ter um canal no YouTube pode desenvolver competências relevantes e diferenciais competitivos no candidato, habilidade para se expor, empatia e saber engajar outros não é tão simples como parece. Deve ser valorizado!
Para os candidatos, muito cuidado com as múltiplas possibilidades. O mundo parece mágico como “O Fantástico Mundo de Bobby”, mas pode ser cruel quando tomamos decisões erradas sobre carreira. Muitas possibilidades também geram muitas dúvidas, erros e acertos. Um passo importante é refletirmos sobre onde somos bons e onde não temos tanta habilidade. Onde está minha principal habilidade? O que eu faço sorrindo, de graça? Quais são meus interesses? Reflita e pense! Com habilidade, motivação e interesse, damos um belo passo para o sucesso. Falta adicionar um pouco de conhecimento técnico, fundamental para qualquer carreira. Busque opinião dos mais experientes, pesquise, aprofunde nas opções para sua carreira. Estude, estude, estude… Se prepare! Seja o melhor que você passa ser! Afinal, sua carreira começa muitas vezes antes do primeiro estágio, quando estamos decidindo quais eletivas puxar na faculdade, se vamos ser monitores, possibilidade de iniciação científica, tudo isso já direciona seu recrutador sobre o que você quer ser no futuro, qual sua área de atuação etc. Todos precisamos fazer esta escolha e tomar a decisão sobre em qual área atuaremos. Você já parou para pensar sobre profissional de qual área você quer ser? Então pense, pois será o nosso próximo tema de post. Até lá.

Deixe uma resposta