Carreira: pessoas que fazem perguntas durante uma conversa são mais queridas | Clave Consultoria

Um estudo da Harvard Business School, conduzido por Karen Huang, aluna de doutorado, aponta que pessoas que fazem perguntas durante uma conversa são mais queridas. E isso pode pode alavancar sua carreira. A constatação revela que quem recebe os questionamentos sente-se encorajado a aprofundar o que está contando, uma vez que tem a sensação de que o ouvinte está, de fato, prestando atenção.

Esse tipo de contexto propicia que a pessoa que faz as perguntas cause uma boa impressão no interlocutor, pois supre o desejo do outro de ser ouvido. Desse modo, uma boa estratégia para conversar com alguém pela primeira vez é demonstrar interesse pela fala dele, fazendo perguntas que o conduza a detalhar o assunto dialogado.

No ambiente de trabalho essa técnica pode ajudar a tornar o primeiro contato com cliente, uma reunião de negócios com novos parceiros, ou situações semelhantes, mais estimulante e fortalecer as relações interpessoais.

Uma das bases do estudo foram testes onde indivíduos recebiam instruções sobre fazer um alto ou baixo número de perguntas e seguiam para uma conversa pela primeira vez com outra pessoa. Por fim, eram feitas avaliações a respeito de quanto tinham gostado de seus parceiros. Os melhores avaliados foram os que fizeram mais perguntas.

Também foram levados em consideração os tipos de questionamentos realizados, o que demonstrou que as melhores avaliações foram para as perguntas de acompanhamento, ou seja, aquelas que estimulam a pessoa a dar mais detalhes sobre determinado assunto.

No ambiente de trabalho essa técnica pode ajudar a tornar o primeiro contato com cliente, uma reunião de negócios com novos parceiros, ou situações semelhantes, mais estimulante e fortalecer as relações interpessoais.

Que tal aplicá-la da próxima vez que conhecer alguém?